Araucárias na paisagem de inverno da Serra Gaúcha

As araucárias se destacam na paisagem de inverno da Serra Gaúcha. Árvores altas, chegando entre 20 e 30 metros de altura, possuem tronco esguio e ereto, e a copa no formato de uma taça. Uma característica marcante são os galhos longos e arqueados brotando na parte superior do tronco, com folhas pontiagudas nas extremidades. Nativa do Brasil, resiste a baixas temperaturas de até -6 °C e se desenvolve bem em altitudes superiores a 600 metros, o que explica sua presença em cidades serranas do sul do pais, como Canela e Gramado.

As pinhas da araucária, que chegam à maturidade entre maio e julho, servem de alimento para aves e roedores – e para humanos também, com os pinhões cozidos ou assados. A iguaria é muito consumida pelos gaúchos no inverno, sendo usada em diversas receitas culinárias. Não por acaso, o nome nativo da árvore no idioma Guarani é Nhirá, que significa “semente boa para assar”. As pinhas maduras podem pesar até cinco quilos, com aproximadamente 150 sementes.

Os animais silvestres, especialmente esquilos, ouriços, bugios, quatis, papagaios e a gralha azul, interagem intensamente com as araucárias, sendo muito importante para a dispersão das semestres, ricas em reservas energéticas e aminoácidos. No Parques da Serra Bondinhos Aéreos estão presentes diversas araucárias, que fazem parte da nossa mata nativa e são uma das principais atrações naturais do parque.

Book your break

  • 1

    Check Availability

  • 2

    Choose Room

  • 3

    Make A Reservation

  • 4

    Confirmation

Book A Room

WhatsApp chat